Na tarde de segunda-feira (12), representantes do ANDES-SN estiveram numa reunião convocada pela Confederação Nacional de Trabalhadores da Educação (CNTE). Na pauta do encontro estavam as iniciativas das entidades para enfrentar os projetos que pretendem amordaçar a atividade docente, impondo uma educação sem crítica e sem diversidade de ideias.

Além da CNTE e do ANDES-SN, estavam presentes: Adunb S.Sindical, Fasubra, Sinasefe, Sinpro (Sindicato dos Professores no Distrito Federal), UNE, UBES, Levante Popular da Juventude e representantes do PT e do Psol, entre outros.

Entre as iniciativas debatidas pelas entidades está barrar a votação do Projeto de Lei 7180/14, conhecido como Projeto “Escola Sem Partido”. Tramitando em caráter conclusivo na Comissão Especial de Educação na Câmara de Deputados, o projeto está pautado para esta terça-feira (13), às 9h30. Caso aprovado, ele irá direto para o Senado.

Para Cláudio Anselmo, 2º Tesoureiro do ANDES-SN, presente na reunião, o encontro foi muito importante por ajudar a construir unidade entre as entidades. “Nessa conjuntura de ataques e de ascensão da extrema direita, a mais ampla unidade é necessária para derrotar os projetos que tentam cercear a atividade docente e dos trabalhadores em educação”.

Cláudio alerta que além do Projeto de lei ‘Escola Sem Partido’, há outros “que tentam, de alguma forma, atacar a educação pública brasileira”.

Ele reforça o convite do ANDES-SN às entidades que ainda não compõem a Frente Nacional Escola Sem Mordaça a participar da reunião que acontece quarta-feira (14), na sede do ANDES-SN. “É importante fortalecer a Frente, e em unidade com as outras entidades, construir uma agenda de mobilização e luta para derrotar os ataques à educação pública brasileira”, afirma.

Fonte: Andes-SN