Deve começar hoje (6) o início da votação em segundo turno da proposta de Reforma da Previdência.

O golpe é duro, e mira apenas no trabalhador: a Proposta de Emenda à Constituição 6/2019 modifica o sistema de Previdência Social, estabelece regras de transição severas, prejudica as pensionistas e implementa outras mudanças que ameaçam o futuro dos servidores públicos e dos trabalhadores em geral. Por isso, ela não pode seguir em frente.

A votação deve começar hoje (6), na Câmara dos Deputados, e o objetivo dos que se aliaram para regredir o país é encerrar essa etapa o mais breve possível, enviando a proposta ao Senado.

A mobilização não pode mais esperar: a população precisa ser informada sobre os profundos impactos que essas mudanças trariam, e o quanto elas ameaçam seu futuro.

Por isso, a Andesufsc espalhou 10 outdoors por Florianópolis para pressionar os parlamentares que irão votar a favor da Reforma. A mensagem é clara: quem está a favor dessa proposta está contra a aposentadoria dos trabalhadores.

Ainda hoje (6), às 17h no Terminal de Integração do Centro (TICEN), haverá ato público contra a PEC 6/2019.

Se as ameaças não param, a resistência precisa ser ainda maior.

Participe das ações programadas. Esses direitos ameaçados também são seus.

Fonte: ANDESUFSC