A Frente Nacional Escola Sem Mordaça realizou, na manhã desta quinta-feira (14), sua primeira reunião no ano de 2019. A reunião ocorreu na sede do ANDES-SN, em Brasília (DF). Na pauta estiveram temas como a remodelação do site e da identidade visual da Frente, além da organização de um evento nacional.

Participaram da reunião diversas entidades e movimentos que compõem a Frente. Entre os quais, o ANDES-SN, o Sinasefe, o Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II (Sindscope), a Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico (Fenet) e o Movimento Educação Democrática.

O objetivo da reunião foi rearticular a Frente para combater o projeto Escola Sem Partido no ano de 2019. O Projeto de Lei (PL) 7180/2014, que tratava do tema, foi arquivado no final de 2018. No entanto, projeto semelhante (PL 246/19) foi apresentado recentemente no Congresso Nacional. Além disso, há vários projetos sobre o Escola Sem Partido que tramitam em assembleias legislativas e câmaras municipais.

A reunião iniciou com uma análise de conjuntura, que subsidiou os debates. Foi apresentado um novo formato do site da Frente, com nova identidade visual. Também foi apresentado um mapeamento de projetos de lei, estaduais e municiais, sobre o “Escola Sem Partido”, que tramitam Brasil afora. A pesquisa está sendo realizada pelo professor Fernando Penna, da Universidade Federal Fluminense (UFF), com a colaboração de duas estudantes. A partir dos dados brutos apresentados serão elaborados outros materiais para ampla divulgação.

A reunião encaminhou a organização de um evento nacional da Frente, ainda sem data definida. O objetivo é propiciar momentos de discussão, com relato sobre as perseguições sofridas pelos professores, além de debates sobre a organização do enfrentamento à censura. Na oportunidade, serão apresentados os materiais produzidos pela Frente.

A próxima reunião da Frente será no dia 19 de março, às 9h, na sede do ANDES-SN em Brasília (DF).

Fonte: ANDES-SN