Na próxima quarta-feira (15) professores, estudantes, servidores técnico-administrativos e movimentos sociais sairão às ruas para defender a educação pública em todo o país! A Greve Nacional da Educação foi convocada por entidades representativas, e Santa Catarina também vai atender ao chamado para a luta.

A mobilização será uma resposta aos cortes orçamentários nas universidades públicas e à perseguição ideológica a docentes que tentam instigar o senso crítico em sala de aula.

A população brasileira irá mostrar ao Governo Federal que não abrirá mão de um projeto educacional emancipatório, autônomo, público, gratuito e de qualidade.

Confira o cronograma da mobilização em Florianópolis

Na capital do estado, as atividades estão sendo organizadas e convocadas por entidades como os coletivos Docentes em Movimento e TAEs em Movimento, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFSC e a Associação de Pós-Graduandos da UFSC (APG-UFSC).

A luta em defesa da educação irá começar logo cedo, a partir das 7h, com uma ação de panfletagem nas entradas da universidade.

Em seguida, às 9h30, o grupo seguirá em caminhada pelos centros da UFSC convidando a comunidade acadêmica para participar das mobilizações nesse dia de greve. Os participantes irão em direção ao hall da reitoria, onde está marcada uma assembleia geral unificada ao meio-dia.  A reunião deliberativa irá discutir o enfrentamento aos desmontes.

De lá, o ato segue para o Largo da Catedral, no centro da cidade, onde acontecerá o UFSC na Praça, um movimento de diálogo e denúncia sobre as ameaças à educação que despontam na atual conjuntura.

Por fim, no mesmo local, uma grande manifestação unificada de todos os níveis de ensino está marcada para as 15h.

Dia 15 é dia de defender a educação pública! Toda a população catarinense nas ruas em defesa dos direitos, da livre construção do conhecimento e do desenvolvimento do país.

Fonte: Andesufsc