De acordo com os levantamentos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos de pesquisa e saneamento, no Brasil e no exterior, a expansão do COVID 19 está acelerada e as medidas de higiene e isolamento social são as mais eficazes para reduzir as possibilidades de contágio, possibilitando tratamento adequado aos que inevitavelmente já se contaminaram. A Universidade Federal de Santa Catarina UFSC), grande foco de aglomerações e uso coletivo de espaços e equipamentos, corretamente optou pelo isolamento social e foi exemplo para a primeira semana de contenção do vírus no estado de Santa Catarina.

Porém, tendo em vista o anúncio do governador Moisés de relaxamento progressivo da quarentena, a diretoria da Seção Sindical do ANDES-SN NA UFSC – ANDESUFSC chama a atenção da Comunidade Universitária, da Administração Central da UFSC e de todos os que se preocupam com a saúde da população, para que seja mantida a suspensão das aulas presenciais e o conjunto de ações de ensino, pesquisa, extensão, além das atividades administrativas não essenciais pela necessidade das medidas de distanciamento social e demais procedimentos recomendados pela OMS e pelas autoridades sanitárias nacionais e internacionais.

Florianópolis, 27 de março de 2020.

Diretoria da ANDESUFSC